"As pessoas aplaudiam o ditador Garrastazu Médici nas arquibancadas de um jogo de futebol, no maior estádio do país. Aplaudirão esse novo ditador, Ernesto Geisel. E aplaudirão o próximo, e o que virá depois, e o seguinte. As pessoas no Brasil não querem saber se há torturadores. Ou se presos são arrastados por pistas de decolagem, com os braços amarrados a para-choques de jipes e o cano de descarga enfiado em sua boca. Ou se Kubitschek foi assassinado. As pessoas no Brasil, hoje, querem comprar carros zero e tevês coloridas, assistir a novelas, passar férias na praia ou na Europa, ganhar dinheiro na caderneta de poupança."
Edney Silvestre - Vidas Provisórias

"As pessoas aplaudiam o ditador Garrastazu Médici nas arquibancadas de um jogo de futebol, no maior estádio do país. Aplaudirão esse novo ditador, Ernesto Geisel. E aplaudirão o próximo, e o que virá depois, e o seguinte. As pessoas no Brasil não querem saber se há torturadores. Ou se presos são arrastados por pistas de decolagem, com os braços amarrados a para-choques de jipes e o cano de descarga enfiado em sua boca. Ou se Kubitschek foi assassinado. As pessoas no Brasil, hoje, querem comprar carros zero e tevês coloridas, assistir a novelas, passar férias na praia ou na Europa, ganhar dinheiro na caderneta de poupança."

Edney Silvestre - Vidas Provisórias

"Livrai-me desta urgência. Não estou atrasada nem tenho hora marcada, tampouco alguém me espera do outro lado da rua. Se quer saber, talvez eu nem precise atravessar agora. São só as luzes, aquelas que sempre estiveram nos meus sonhos e agora me fazem companhia e iluminam meu caminho. Ainda não sei para onde vou, mas, como da última vez, sei que vou."
Bruna Vieira - A Menina que Colecionava Borboletas
(foto)

"Livrai-me desta urgência. Não estou atrasada nem tenho hora marcada, tampouco alguém me espera do outro lado da rua. Se quer saber, talvez eu nem precise atravessar agora. São só as luzes, aquelas que sempre estiveram nos meus sonhos e agora me fazem companhia e iluminam meu caminho. Ainda não sei para onde vou, mas, como da última vez, sei que vou."

Bruna Vieira - A Menina que Colecionava Borboletas

(foto)